quinta-feira, 28 de maio de 2009

POSTAGEM MEGA-ESPECIAL: MOY YAT INSIDE KUNG FU

CAPA: "Falecimento de Moy Yat deixa o Ving Tsun vazio."


Quando você entra no Núcleo São Paulo da Moy Yat Ving Tsun no bairro do Brooklyn paulista, existe uma vitrine com algumas lembranças que Si Gung guarda de seu Si Fu Moy Yat. Entre elas, está uma revista aberta com uma matéria sobre Si Taai Gung Moy Yat que eu sempre olhava e pensava: "Poxa, queria ler essa revista!". Quando digo isso, não pensem que minha curiosidade pelos demais objetos era menor(como por exemplo a carteirinha de estudante de Si Taai Gung), mas essa revista sempre me chamou a atenção.

Numa emocionante reportagem que fala da triste partida do grande Mestre, é possível conhecer um pouco de sua carreira e de seu compromisso com seu Si Fu, e com a arte em si.

O Blog do Pereira pede licença para tratar deste "Adeus", mas esperamos que sirva como um tributo assim como na revista!

A matéria completa com os Scans .

(O crédito dos Scans são de Si Baak Gung Kevin Martin dos E.U.A.)


Vamos a matéria!

PÁGINA 1:


Moy Yat, a maior exportação do Ving Tsun

A morte de grão-Mestre Moy yat, deixa um grande vazio na comunidade Ving Tsun dos E.U.A.
(Por Robert Dreeben)

A comunidade de Artes Marciais perdeu uma lenda recentemente quando
grão-Mestre Moy Yat faleceu de causas naturais na sua casa,no Queens em NY. Ele tinha 62 anos.

Grão-Mestre Moy Yat era considerado um dos maiores "Professores" de artes marciais de todos os tempos.
Moy Yat foi um dos primeiros Si Fu de Ving Tsun a começar a ensinar em Nova York em 1973 e foi creditado por introduzir o Ving Tsun nos Estados Unidos. Não somente ele teve mais de 100 Núcleos pelos mundo durante sua carreira, como também ele era reconhecido entre os "seniors" do Ving Tsun como um dos grão-mestres da vanguarda do Sistema.
(Si Taai Gung Moy Yat com alguns dos Jiu Pai a serem entregues a alguns de seus discípulos para legitimar sua condição de Si Fu.)

Moy Yat era respeitado não somente por seus discípulos, mas também por guiar artistas marciais de outros estilos também.

Ving Tsun em Hong Kong:

Nascido em 28 de Junho de 1938 em Toi Shan(Guang Tong, China), o nome de nascimento de Moy Yat era Moy Yit Kai.
Era o sonho de Moy Yat quando jovem, estudar Ving Tsun e se tornar um "instrutor".

Em 1953 a Família de Moy Yat se mudou para Hong Kong, quando seu sonho mais tarde seria preenchido, ao ser apresentado ao Patriarca Ip Man, por seu bom amigo Moy Bing Wah em 1957.
Ip Man deu a missão a seu irmão kung fu mais velho Mak Po Sing, para começar seu Kung Fu. Moy Yat imergiu a si mesmo no Ving Tsun e começou a viver a "vida kung fu". Pelos primeiros cinco anos de estudo, ele treinou Kung Fu diligentemente por 10 horas por dia, sete dias na semana.

Seu comprometimento e dedicação o levou a se tornar o mais jovem Si Fu de Ving Tsun sob a tutela de Ip Man aos 24 anos de idade.
(Moy Yat com seus primeiros To Dai ainda em Hong Kong, ao lado de seu Si Fu Ip Man.)

Ainda assim, Moy Yat nunca parou de estudar com Ip Man. De fato, ele se tornou um dos mais próximos discipulos, ficando ao seu lado de 1957 a 1972 e eventualmente se desenvolvendo em um dos seus principais "Instrutores".

PÁGINA 2:


"O falecimento de Moy Yat não é apenas uma perda para a arte do Ving Tsun,
mas também para todo o mundo. Ele era um homem
muito estudado: bom pintor, poeta, artista e um cavalheiro. Esta é uma grande perda para a Cultura Chinesa".
(Grão-Mestre William Cheung.)

O nome "Moy Yat" significa "O Moy número 1". Este nome foi dado a ele por Ip Man.
Moy Yat se tornou um bom amigo e seguidor e nunca estava longe de Ip man.
Foi durante os anos em que esteve no círculo próximo a Ip Manque Moy yat aprendeu o mais alto nível do Ving Tsun, através da "Vida Kung Fu" com seu Mestre. Um dos segredos de dominar o Kung Fu é passando tempo com seu Si Fu e aplicando os principios do Kung Fu na vida diária. É assim que altos níveis de habilidade e conceitos são passados entre Mestres e Discípulos.
Em 1968, Moy Yat ajudou a organizar e estabelecer a Ving Tsun Athletic Association em Hong Kong. Durante os últimos 10 anos de vida de Ip Man, Moy Yat era responsável por muitas das atividades da Escola, organizando importantes eventos, como o aniversário de Ip Man, celebrações de ano novo chinês, banquetes e os encontros anuais da Associação.
Mesmo a aparência fisica da Escola de Ip Man era e ainda é grande por causa dos talentos artísticos de Moy Yat. Muitas de seus trabalhos de arte ainda estão penduradas nas paredes da Associação.

PÁGINA 3:

As cinco excelências:

Grão-Mestre Moy Yat , assim como outros grandes "professores" do passado, era um Mestre nas "cinco excelências": arte, caligrafia, poesia, Medicina Chinesa e Kung Fu.
Grão-Mestre Moy Yat era conhecido nos círculos ao redor do mundo pelo seu nome artístico: Moy Go Yan("homem alto").
Ele era um artista distinguido em praticamente todas as artes conhecidas. Seu trabalho consiste em: oleo, tinta-d'água, charcoals, madeira, pedra, esculturas, plástico e vidro.
Sua obras foram exibidas nos museus e galerias mais finas ao redor do mundo.
Seu mais famoso trabalho foi os "Blushstrokes". Ingênuas e simplistas abstrações da expressão artistica.
Em Petrópolis, Si Taai Gung Moy Yat presenteia alguns To Dai de seu Discípulo , Si Gung Leo Imamura com alguns "Blushstrokes".
Na foto ainda vemos Si Fu(extrema direita) e Si Mo(ao lado de Si Taai Gung), além de outros importantes praticantes do Clã.



Ele também foi consultor da Academia de Artes Chinesas e o Museu de História Natural em Nova York.
Grão-Mestre Moy Yat foi reconhecido como um dos melhores artistas de carimbos chineses do mundo. Seu trabalho mais notável com esta técnica é o "Ving Tsun Kuen Kuit".
Patriarca Ip Man, deu a missão a Moy Yat de entalhar a história do Ving Tsun em pedra para a preservação da mesma.
(algumas das pedras da incrível coleção.)

O kit consiste em 51 pedras e é um trabalho único deste tipo.
O trabalho foi totalmente aprovado pelo patriarca Ip Man antes de sua morte, tendo sido considerada uma das maiores contribuições ao Ving Tsun durante a sua vida.Por essa razão, elas são consideradas sem preço.

PÁGINA 5:

Moy Yat foi um grande "curador" e passou muitos anos desenvolvendo sua habilidade e conhecimento no campo da acupuntura e massagem.
Foto Histórica - No antigo Núcleo Central no bairro de Sto. Amaro em São Paulo, capital. Si Taai Gung Moy Yat(sentado) observa seu discípulo Si Baak Gung Pete Pajil fazer uma demonstração de massagem para os presentes com a ajuda de Si Mo(deitada) observados por Si Gung (esquerda).



Sua especialidade era a acupuntura na orelha.Ele também era um mestre em herbologia e colocação óssea.
Hoje, muitos dos maiores massagistas do mundo ganharam seu conhecimento "trocando" com Moy Yat.

Para ajudar a espalhar o Ving Tsun, Moy Yat com frequencia viajava aos Núcleos pelo mundo para apresentar palestras e seminários.
Ele também escreveu 12 livros sobre o Sistema Ving Tsun e produziu mais de 50 videos sobre todos os aspectos da arte.

Discípulos de Moy Yat.

Moy Yat sobreviveu através de sua mãe, esposa, duas filhas, um filho como também por milhares de alunos. Alguns destes alunos seniors são Greco Wong, que escreveu o primeiro livro sobre Ving Tsun e tem escolas na Inglaterra,África do Sul e Canada; Sam Lau, que é o atual presidente da Ip Man Martial Arts Athletic Association e o representante de Hong Kong para o Conselho Mundial de Boxe. Jefrey Chan, um praticante senior que lutou as duas últimas lutas (Gong Sau) autorizadas em Hong Kong. Sunny Tang, presidente da Federação de Wu Shu Kung Fu, Henry Moy, Douglas Lee, King Ng, John Cheng, Micky Chan, Julian Cordero, Lester Lau, Kevin Martin, Pete Pajil, Anthony Dandrige , Miguel Hernandez, Leo Imamura, seu filho, William Moy, Rex Aperauch, Javier Ramirez e John Tsang. Até mesmo Dan Inosanto, o estudante mais graduado de Bruce Lee disse que se juntou ao grão-Mestre Moy Yat e se tornou seu discípulo.
Os discípulos de grão-Mestre Moy Yat e discípulos destes,são autores de livros,videos,seminários, tratados históricos e artigos técnicos para revistas de um numero enorme.Através de quatro décadas de uma liderança visonária da Família Kung Fu Moy Yat.

ULTIMA PÁGINA:
Moy Yat continua a ser um dos mais procurados Mestres do mundo. Moy Yat não coordena sua escolas como um negócio, e sim como uma Família com amor. O Kung Fu é conhecido por ser ensinado puro,na sua própria natureza,e com atenção especial nos detalhes, produzindo Ving Tsun Kung Fu de alta qualidade nos Núcleos ao redor do mundo.

A verdadeira natureza do Ving Tsun.

Ao contrário de outros discípulos de Patriarca Ip man, que alteraram o formato tradicional do Sistema, Moy Yat passou o Ving Tsun exatamente da forma que aprendeu. Ele se refere a isso como: "A verdadeira natureza do Ving Tsun"
Moy Yat era um bom exemplo dos princípios do Ving Tsun. Ele o ensinava através da vivência da Arte em vez de só praticar nos treinos,os principios então se tornam parte do praticante e podem ser aplicados sem esforço. Isso faz tudo o que você fizer ser simples, eficiente e espontâneo.

A partida de Grão-Mestre Moy Yat é uma grande perda para a Família Ving Tsun, o mundo das artes marciais,amigos e familia.Ele era um verdadeiro grande mestre, amado, respeitado e admirado por pessoas de dentro de de fora das artes marciais.

Grão-Mestre Moy Yat deixa um legado e uma vida de excelência nas artes marciais que serão sentidos por gerações e mais gerações.

(INSIDE KUNG FU MAGAZINE , EDIÇÃO DE JUNHO DE 2001)


Agradecimentos:

Si Fu
Si Mo
Si Baak Gung Kevin Martin

e todos que acessam o Blog.

Obrigado!

Para mais artigos na INSIDE KUNG FU com a participação de Si Baak Gung Kevin Martin acesse: http://kevinmartin.moyyat.com/publications.htm

Thiago Pereira
moyfatlei.myvt@gmail.com
12G VT

quarta-feira, 27 de maio de 2009

ETERNA POLÊMICA: VT,WC, WT, ETC ....ETC



ESTE NÃO É UM POST SOBRE NOMECLATURA APENAS.

A história que se conta, é que numa entrevista para um canal de televisão dos E.U.A. , ao ser perguntado o que havia treinado antes, Bruce Lee teria respondido: "Ving Tsun!" , perguntado como se escrevia tal nome estranho, Bruce Lee fez os ideogramas acima. Após isso, as matérias sobre Bruce Lee e a arte, tomaram "Wing Chun" como a transliteração oficial, já que para a língua inglesa então seria a que mais se assemelhava a pronúncia proferida por Lee.
(Bruce Lee em sua clássica "entrevista perdida" : "Be water my friend!")

LINK NO YOUTUBE:
http://www.youtube.com/watch?v=uXOtmhA6Nvw

A nossa arte então ficava mundialmente conhecida como Wing Chun com "W" e "C". Porém, próximo a inauguração da Associação Atlética em Hong Kong, Patriarca Ip Man,foi aconselhado por seu discípulo Moy Yat, a adotar a escrita com "V" e "T", já que devido a mania de se abreviar as palavras, Wing Chun abreviado, seria "WC", a mesma abreviação usada para "Water Closet" (banheiro).
(grão-Mestre Moy Yat [1º à esquerda] , em momento de "vida Kung Fu" com seu Si Fu
[ao centro])
(TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - ALL RIGHTS RESERVED)

Acima vemos a logo da Associação Atlética de Hong Kong, que usa Ving Tsun escrito com "V" e "T" até hoje.


Após o falecimento de seu Si Fu, grão-Mestre Moy Yat, que já tinha uma Família Kung Fu constituída em Hong Kong, rumou para os E.U.A..

Si Taai Gung , fez questão de assegurar que o Kung Fu transmitido por ele às próximas gerações, seria o mesmo que havia recebido de seu Si Fu.
Sem observações pessoais, ou interpretações que não correspondessem a arte em sua forma pura .
Si Taai Gung Moy Yat porém, não poderia assinar pelos ancestrais: "Yim Ving Tsun Kung Fu", "Leung Jaan Ving Tsun Kung Fu", ou mesmo por seu Si Fu, "Ip Man Ving Tsun Kung Fu". Assim sendo, estabeleceu-se "MOY YAT VING TSUN".
Isso queria dizer, que não era o "Ving Tsun de Moy Yat" (Se não teríamos Moy Yat´s Ving Tsun). Essa havia sido a forma que Si Taai Gung havia encontrado de dizer: "O Ving Tsun aprendido aqui será de forma pura e completa, e a minha 'assinatura' garante que será o mesmo aprendido pelas gerações anteriores."

O Ving Tsun porém cresceu por todas as partes do mundo com os discípulos do velho Patriarca para disseminar a arte.

Alguns voltaram a usar o "W" e "C" e outros criaram outras formas de escrita.
Algumas vezes essas práticas podem ser para facilitar a pronúncia ou para exatamente concluir que o Ving Tsun praticado por tal Família tem a escrita de tal forma, e que é um trabalho a parte.

Desde então, tem-se uma confusão muito grande de que "O Ving Tsun escrito assim não é o mesmo que Ving Tsun escrito assado".

Até aí tudo bem, afinal, o seu trabalho deve ser defendido, mas as pessoas se esquecem que só há uma forma de se escrever Ving Tsun:

Assim! Com os ideogramas!
Mas as pessoas esquecem.



Mais incrível ainda, não é o fato de haver "sub-divisões" utilizando-se da transliteração dos ideogramas acima, e sim, quando lemos ou ouvimos que "Ving Tsun não é Kung Fu!".

Infelizmente no ocidente, quando pensamos em "Kung Fu", nos vem a cabeça uma arte marcial como um todo. E que o diga nossos pais:

"Ah! Meu filho faz Kung Fu!"

Okay mãe, se a senhora "Se esforça no seu trabalho para se desenvolver" , a senhora também faz.

Ou que o diga meu falecido e querido avô que se foi dizendo:

"O Thiago faz Judo né?"

(Por não conseguir pronunciar Ving Tsun.)

Mas a diferença entre o raciocínio do meu avô e da minha mãe é bem diferente. Meu avô buscava o termo "Ving Tsun" para definir minha prática, mas minha mãe assim como minha sogra e todo mundo na verdade dizem : "Kung Fu!" se referindo a uma modalidade marcial.

(No antigo Núcleo Central da MYVT em Sto. Amaro-SP, Si Taai Gung demonstra Geuk Jong.)

Kung Fu como a maioria que lê o Blog sabe, tem tanto haver com artes marciais como com futebol.


("Trabalho com energia para se tornar um homem sábio" , é o que podemos também tirar quando juntamos : Kung,Lik e Fu (acima) que formam o termo : 'Kung Fu').


Qualquer atividade, não importa qual seja, pode formar um "Mestre de Kung Fu". Que o diga Zico!(rs)


Assim a polêmica que se cria, muitas vezes se dá por cairmos no senso comum. Quando paramos para estudar, seja por ideogramas ou pelo convívio com o Si Fu, observamos que muita coisa que pensamos e dizemos, vem de um senso comum ultrapassado, que deveria corresponder hoje apenas aos leigos(e olhe lá!).

Dessa forma se torna difícil um entendimento dentro da comunidade Ving Tsun, quando o que se discute não é o que mais importa.



PRÓXIMA ATRAÇÃO:
Amanhã no Blog do Pereira, não perca a tradução de uma das matérias feitas sobre Si taai Gung na revista americana "INSIDE KUNG FU".

Obrigado por visitarem o Blog!

Thiago Pereira
(moyfatlei.myvt@gmail.com)
12G VT




quinta-feira, 21 de maio de 2009

Palestra de Si Baak Gung Pete Pajil (2007)/ Si Baak Gung Pete Pajil's speech(2007)

HELLO EVERYONE AROUND THE GLOBE.

WE WOULD LIKE TO ASK JUST A LITTLE MORE TIME TO TRANSLATE THE PAST POSTS.
IT IS A HARD WORK, SO BE PATIENCE PLEASE...



SI BAAK GUNG PETE SOBRE APRESENTAÇÕES DE "FORMAS"(KUEN TO) EM PÚBLICO.
SI BAAK GUNG PETE ABOUT PUBLIC PERFOMANCES DOING THE VING TSUN "FORMS"(kUEN tO).


O Blog do Pereira volta com mais um vídeo perdido, onde após a perfomance de 18 membros do Clã Moy Yat Sang(onde eu me incluia) do Kuen To Biu Ji , Si Baak Gung Pete Pajil fala um pouco sobre apresentação de formas em público.
Esta foi a Cerimônia onde estas 18 pessoas estavam em busca do Certificado Internacional da Moy Yat Ving Tsun chamado: Biu Ji Certification.

The Peartree´s Blog comes back with one more lost video, which after a Biu Ji Perfomance by the 18 members of Moy Yat Sang Clan who were looking for the Biu Ji Certification, Si Baak Gung Pete Pajil talked a little about the act of present yourself in public doing a Ving Tsun Form.

O VIDEO ESTÁ EM INGLÊS COM TRADUÇÃO SIMULTÂNEA POR PAUL LIU
a filmagem foi feita pelo meu Si hing Leo Reis (Moy Lei Wong)

THE VIDEO IS IN ENGLISH WITH PORTUGUESE TRANSLATIONS BY PAUL LIU.
The recording was made by my Si Hing Leo Reis (Moy Lei Wong,12G VT)

Thiago Pereira
12G VT

video

terça-feira, 19 de maio de 2009

PARTE 2 : NOMECLATURA E IDEOGRAMAS (MULHERES) / Names and Ideograms (Women)

(Eu no dia do meu Baai Si entregando o chá para que Si mo bebesse.)
(Me at my Baai Si offering tea to my Si Mo)

TRANSLATIONS: CARLOS ANTUNES(Moy Shan Si,12G VT)

Voltamos como prometido com a segunda parte do trabalho de desvendar a nomeclatura e os ideogramas do Ving Tsun, tendo como fonte todos os ideogramas e termos levantados por Si sok Leonardo Mordente (www.seteinstrumentos.blogspot.com) e tentando explicá-los segundo o que ouvi de Si Fu ao longo dos anos.

We're back as promised with the second part of this study uncovering names and ideograms of Ving Tsun, our names and ideograms source is Si Sok Leonardo Mordente (www.seteinstrumentos.blogspot.com) and I try to explain them the way I've been hearing from my Si Fu through the years.

Hoje, será uma oportunidade muito especial, pois se da última vez falamos apenas da ala masculina da Família, hoje falaremos da feminina. E a representação máxima dentro da Família Kung Fu, é a Si Mo:

Today, I'll have a special opportunity of completing the family terms with the feminines counterparts. The main representation in the Kung Fu Family is the Si Mo:



O "si" de Si Mo continua sendo o mesmo de : Si Fu, Si Hing e Si Dai como vimos anteriormente.
Que pode querer dizer "alguém que sabe um pouco mais do que você."

The "Si" is the same that saw before: Si Fu, Si Hing, Si Dai, etc.
Which means "someone who knows a little more than you."

mas o "Mo" de Si Mo, não poderia ter significado mais especial:
But the "Mo" couldn't have a more special meaning than this:
"Mo" significa literalmente : "Mãe".
"Mo" means literaly "Mother."

Que sorte a nossa de termos além de tudo um "pai" e uma "Mãe" Kung Fu.
No caso de minha Família Kung Fu, meu Si Fu se dedica apenas a transmissão do Sistema Ving Tsun aos seus discípulos e aos discípulos de seu Si Fu que residem no Rio. Assim, muitas vezes
Si Fu tem que estar fora de sua própria casa por muito mais tempo do que um homem comum dos dias de hoje num emprego normal. E quem cuida da casa para que o Si Fu tenha essa disponibilidade para nós praticantes é a Si Mo. E assim como na lógica chinesa clássica, a liderança e importância da mulher é invisível, ela está lá , mas tem que saber ver.

We're lucky to have both a Kung Fu Father and a Kung Fu Mother!
Here in our Kung Fu Family, the Si Fu is the one responsible for transmitting the Kung Fu to his disciples and to his youngers Kung Fu brothers that resides in Rio. So, the Si Fu frequently stays out of his house for more hours than people who decided for a "job" as we commonly know, that makes the Si Mo the one responsible for caring for the Si Fu, so he may be able to fulfill his duties. As usual in classical chinese thinking, the woman's leadership is invisible, but is there. You only have to know how to look for it.

Si Gung costuma brincar dizendo que "Se o homem é o 'cabeça' da Família, a mulher é o pescoço.Pois controla para onde a cabeça olha,sem a cabeça perceber."

Si Gung usually jokes saying that "If the man is the head of the family, the woman is the neck, as it decides where the head will look without letting the head know."

Eu mesmo muitas vezes já estive na casa de meu Si fu em momentos inoportunos para sua Família para conversar sobre algo importante para mim, e somente o ideograma "Mo" para simbolizar a gentileza da Si Mo em me receber nestes momentos.

Personally, I've been many times at my Si Fu's home in order to ask about somethings that were really important to me, and at some moments I may have been really "invasive", so only the "Mo" ideogram is able to describe Si Mo's kindness in recieving me on these moments.

Dado importante:
Pouca gente lembra da Si Mo quando se fala em Kung Fu(não apenas Ving Tsun).
A Si Mo é a esposa do Si fu, e recebe esta referência mesmo que nunca tenha treinado(Si Mo Daniela já treinou). Porém, se uma mulher treinou e já possui todos os requisitos para liderar uma Família Kung Fu, é diferente, ela não será Si Mo, e sim Si Fu.

Important Note:
Not many people remember the Si Mo when talking about Kung Fu (not only Ving Tsun).
The Si Mo is the Si Fu's wife and is referred to in this way even though she never trained before (Si Mo Daniela already trained). But if a woman already trained and is fully able to lead a Kung Fu Family she won't be a Si Mo, but a Si Fu.

O Clã Moy Yat Sang aguarda ansioso o dia em que Si Sok Ursula receberá o seu Jiu Pai de seu
Si Fu. E nessa data, ela se tornará Si Fu (caso queira estabelecer sua Família Kung Fu),porém, seu marido Ricardo não será chamado de Si Mo(agora que você conhece os ideogramas fica óbvio). Ele poderá ser chamado de Sing Sang(先生)[que pode ser traduzido apenas como "senhor"].

Moy Yat Sang Clan anxiously waits for the day when Si Sok Ursula will recieve her Jiu Pai from her Si Fu. From this day on, she will be Si Fu (if she decides to have a family), but her husband Ricardo won't be called Si Mo (that's obvious now that you know the ideograms). He may be called Sing Sang [that may be translated as "sir"]

Agora perceba:
Now look:

Si fu, não é um termo com gênero definido, ele será atribuído também a mulher que reunir as condições para transmitir o Ving Tsun as futuras gerações sob reconhecimento de seu Si Fu.

So, Si Fu is not a term with gender definition, he will be used when a woman meet the requisites in order to transmit Ving Tsun to the coming generations under the recognition of her Si Fu.

Quando o Si Fu for homem, sua esposa estará na condição de Si Mo. (podemos colocar "Si Fu" e "Si Mo" neste caso como títulos atribuidos a eles, para facilitar a compreensão).

When we have a male Si Fu, his wife will be known as Si Mo.( We can see "Si Fu" and "Si Mo" as titles given to then)

Porém quando o Si Fu for mulher, seu marido será tratado como Sing Sang(先生), mas apenas como forma de respeito. Sing Sang(先生) Não é um termo com conotação de "Título" como Si Fu e Si Mo.

But when we have a female Si Fu, her husband will be known as Sing Sang but only to express respect. Sing Sang doesn't carry a "Title" notion, like Si Fu and Si Mo.
Outro termo pouco conhecido de forma geral, é "Si Je" .
O "si" é o nosso velho amigo de sempre!
Mas o "Je" , significa "irmã mais velha".

Another generally unknown term is "Si Je."
The "Si" is our old fellow!
But "Je" means "older sister."

A condição da Si Je dentro da Família Kung Fu é exatamente a mesma que a do Si Hing.
Se você tem uma praticante que ingressou antes de você na Família Kung Fu, esta é sua Si Je. E a tratando assim, caberá a ela zelar pelo seu Kung Fu.

The Si Je's conditions inside the Kung Fu Family, is the same as the Si Hing.
If there is a female practitioner that entered the family before you, she will be your Si Je, and will have to care for your Kung Fu.

Agora, com relação ao uso de Si Hing e Si je, uma rápida história de dois praticantes de nosso Clã, que ouvi em 2000 na minha primeira passagem de nível e nunca mais esqueci:

Now, related to Si Hing and Si Je, a remember a quick story about two practitioners from our Clan that I heard in 2000, when I started Cham Kiu.

"Os dois eram muito amigos, e o mais antigo virou para o mais novo e disse: Ah! Não precisa me chamar de Si Hing, pode me chamar pelo nome, somos amigos. O praticante mais novo respondeu: Eu prefiro te chamar de Si Hing para que você nunca esqueça a responsabilidade que tem comigo."

Both boys were long time friends, the older said to the younger: "Ah, there is no need for you to call me Si Hing, we're friends!" The younger replied: "But I will always call you Si Hing, so you'll remember your responsibility."

Esta história me tocou profundamente e até hoje a carrego.

I felt touched by this story and never forgot this.
Mas se você pensou que a "irmã kung fu mais nova" também era "Si Dai", você se enganou!
Você vai se referir a sua IRMÃ Kung Fu mais nova como Si Mui. Pois "Mui" é o ideograma de "irmã mais nova".
A condição da Si Mui na Família Kung Fu é a mesma do Si Dai.

Now, if you thought that "younger kung fu sister" was also called "Si Dai", you're wrong!Your younger kung fu sister is called "Si Mui". "Mui" means "younger sister".
Si Mui's situation in the family is just the same as the Si Dai.


(Foto bem bacana de Guilherme Farias, Paula Gama [Moy Gam Ma] e Carla Bastos. Paula é Si je de Carla e Guilherme, e Carla é Si Mui dos dois. E assim, Guilherme é Si Hing da Carla , e Si Dai da Paula.)

That's a nice picture of Guilherme Farias, Paula Gama [Moy Gam Ma] and Carla Bastos. Paula is Carla and Guilherme's Si Je. Carla is Paula and Guilherme's Si Mui. So Guilherme is Carla's Si Hing and Paula's Si Dai.

Agora você já pode conhecer os líderes da minha Família Kung Fu e seus discípulos até o momento.
(p.s. - Estes são os 7 Dai Ji(discípulos) mas existem outros inúmeros To Dai(alunos regulares). Mas sobre isso depois falamos!)

Now you know about our Kung Fu Family Leaders and the disciples 'till the present time. (p.s. - These are the 7 Dai Ji [disciples] but there are many other To Dai [regular students], but we'll talk about that later!)


1- Mestre Julio Camacho é meu Si Fu
2-Sra. Daniela Camacho é minha Si Mo
3- Si hing Leo Reis é a autoridade logo abaixo dos dois como membro mais antigo de todos.
5- Vladmir Anchieta é Si hing de Xenia(e de todos atrás dela.)
6- Xenia é Si Je de Paula Gama.(e de todos atrás dela.)
7- Paula é Si Mui de Xenia e Vlad e Si je de Thiago Silva e Carlos Antunes.(e todos atrás deles.)
8- Thiago Silva é Si Dai de Paula,Xenia e Vlad e Si Hing de Carlos Antunes.(e todos atrás dele).
9- Carlos Antunes é o discípulo mais novo e Si Hing do restante da Família MJLO.
Eu estou entre o Si Hing Leo Reis e o Vlad.

1 - Master Julio Camacho is my Si Fu;
2 - Mrs. Daniela Camacho is my Si Mo;
3 - Si Hing Leo Reis is authority below the leaders as the senior member;
4 - Vladimir Anchieta is Xenia's Si Hing (and Si Hing of everyone that comes after her)
5 - Xenia is Paula's Si Je (and Si Je of everyone that comes after her)
6 - Paula is Xenia and Vlad's Si Mui and Thiago and Carlos' Si Je (and Si Je of everyone that comes after him)
7 - Thiago Silva is Paula, Xenia and Vlad's Si Dai, and Carlos Antunes' Si Hing (and Si Hing of everyone that comes after him)
8 - Carlos is the youngest member of the Moy Jo Lei Ou Family and Si Hing of the other Family members.
9 - I'm between Si Hing Leo Reis and Vlad.


Se até agora ficou um tanto quanto complicado de entender, lembre-se que eu estou longe de ter alguma autoridade para ensinar por aqui, mas se quiser uma ajuda para decifrar essa cadeia de relações me mande um e-mail: moyfatlei.myvt@gmail.com

If you find it confusing, please remember that I'm far from having authority over this subject in order to teach something. If you want some help in order to decypher these relations, e-mail me at moyfatlei.myvt@gmail.com

Mas se quiser dar uma pesquisada maior, vá nesse post aqui ó: CLIQUE AQUI!
If you're in the mood for more reading on this subject, visit this post: (Not translated yet)

É um dos posts que mais tenho orgulho no Blog e passou meio batido..rs(T_T) Ele se chama:
It's one of my favorite posts on the blog, but not many people have read it (T_T)... It's called:

ESTRUTURA DE LINHAGENS E FAMILIAS CHINESAS

Este interessantíssimo texto, é um Capítulo do livro "CHINA -UMA NOVA HISTÓRIA" de autoria de John Fairbank e Merle Goldman.

Chinese Families Lineage Structure

This amazing text is a chapter from the book "China - A New History" from John Fairbank and Merle Goldman.


espero que estejam curtindo!

grande abraço e até a próxima pessoal!

Hope you liked it!

Huge embrace and 'till next time!

Thiago Pereira
Moy Fat Lei
12G VT







domingo, 17 de maio de 2009

FAMÍLIA KUNG FU : ESTRUTURA E NOMECLATURA

Este é um Post mais do que especial, pois após dois anos de Blog usando termos em chinês para me referir ao meu Mestre e ao restante da Família Kung Fu, finalmente o Blog dá uma explicação(bem simplória) sobre os termos e a estrutura da Família Kung Fu (segundo nosso Clã).

This post is more than special, because after two whole years using chinese words in order to refer to my Master and to the rest of the Kung Fu Family, the Blog will explain (superficially) these words and the Kung Fu Family's organization (according ot our Clan).

Mas antes, é necessário saber, que a China como um todo, possui 56 dialetos diferentes, sendo o oficial, o idioma han, que é falado pela maioria, e que conhecemos como Mandarim.
Um dos dialetos mais usados na região sul do país porém, é o Cantonês, e tendo o Ving Tsun, sua origem nesta região, todos os seus termos são pronunciados em Cantonês, e os ideogramas usados, são os "Tradicionais", mesmo sendo os "Simplificados" (usados no Mandarim) os oficiais para comunicação escrita segundo o Governo.

But before that, we must know that in China are spoken 56 different dialects, being the Han dialect the official one, known by us as Mandarin.
At the south region of China, though, one of the most used dialects is the Cantonese, and as Ving Tsun was created there, all of it's terms are spoken in Cantonese and the ideograms we use are the Traditionals, even though Chinese Government decided to chose the Simplifieds as the official writing method.

(ps - o traço reto horizontal abaixo do ideograma simplificado, não faz parte dele, é que eu o sublinhei!..rs)

Obs.: The horizontal stroke below the simplified ideogram doesn't exist, I merely underlined it! hehe)

Acima, vemos o ideograma "Si" , muitíssimo usado no tratamento da Família Kung Fu em nosso Clã, ao nos referirmos ao nosso Si hing, Si Je, Si fu, Si Mo, Si Gung , Si Taai, Si Taai gung e
Si Taai Po, por exemplo...

We can see above the "Si" ideogram, heavily used on Kung Fu Family names. In our Clan, we always refer to other family members as Si Hing, Si Je, Si Fu, Si Mo, Si Gung, Si Taai, Si Taai Gung, Si Taai Po, etc.

Observamos também, a versão tradicional : usado no Sul e em Hong Kong por exemplo, e a versão simplificada, usada no Mandarim ,principalmente no norte do país onde está sua capital.
A pronúncia entre o Cantonês e o Mandarim também muda ao lermos o ideograma:

em Cantonês: Si
e
em Mandarim: Shi

We can also see the Tradicional version, used in south China and in Hong Kong, and the Simplified version, used in Mandarin, mainly at the north, where is located their Capital City.
The speech also changes between Mandarin and Cantonese:

in Cantonese: Si
and
in Mandarin: Shi

Por isso, artes chinesas oriundas do norte vão tratar o Líder da Família Kung Fu como Shi fu, enquanto os líderes de artes sulistas serão tratados como Si Fu.

That's why northern chinese arts members will refer to their family leader as Shi Fu, while southern arts leaders will be called Si Fu.

Vamos então entender a nomeclatura, usando o Cantonês com seus idegramas tradicionais,pois é o que interessa pro Ving Tsun:

Começando pelo termo "Si Fu":

So let's understand these names using Cantonese with Traditional ideograms, after all that's what we use in Ving Tsun:

Starting with the word "Si Fu":

O termo de tratamento para o líder da Família é "Si Fu".
Ele é formado pelo ideograma "Si" , que pode querer dizer : Um "modelo", alguém que sabe mais sobre alguma coisa.

e

pelo ideograma "FU":

The name used to refer to a family's leader is "Si Fu." It's formed by the ideogram "Si" which means a "role model", someone who knows more about something.

and by the ideogram "FU":

Que apesar de ter a mesma pronuncia do "Fu" de "Kung Fu",tem o significado totalmente diferente, pois quer dizer "Pai".

That may sound like "Fu" from "Kung Fu" but has a completely different meaning, being "Father".

Partindo disso, é possível perceber, que traduzir pura e simplesmente como "Mestre", é perder grande parte da essência do termo, mas esta é uma limitação da nossa língua.

From that, we notice that translating this term as "Master" means losing a lot of this term's essence, but that a limitation of our native tongue.

O Si Fu , é o líder da Família Kung Fu, ele recebeu autorização de seu Si Fu para estabelecer o seu Mun ( ) [Família] .

The Si Fu is the Kung Fu Family Leader, he recieved an authorization from his own Si Fu in order to establish his Mun () [Family].

O "Si" sugere que o Si fu, sabe mais do que seu discípulo, pois estava já nesse caminho a mais tempo. E o "Fu" se refere a natureza do Si Fu ser como o "Pai" desta Família, e tal como o termo sugere, tratar seus estudantes como "filhos" e não apenas como alunos ou clientes.

The "Si" suggests that the Si Fu knows more than his disciple, as he is walking this path for more time. "Fu" refers to the nature of being that Family's "Father" and as this word suggests, treating his students like "sons" not only like students or customers.

Por isso, em nosso Clã, acreditamos que o aprendizado que se baseia somente em aprender técnicas nas sessões de 1 hora, 1 hora e meia, não se comparam ao que se aprende no convívio com o Si Fu. Afinal, o "Kung Fu" está no Si Fu, e por tal, o valorizamos tanto (obviamente, entre outras razões).

That's why, in our Clan, we believe that learning methods based on learning techniques at one and a half our sessions can't compare to the learnings you absorb by living with your Si Fu. After all the Kung Fu is in the Si Fu and that's why we value him so much (of course, there are many more reasons).

Se juntarmos o mesmo "Si" com o ideograma "Hing" , teremos : Si Hing.

Hing - significa "Irmão mais velho".

If we get the ideogram "Si" with the one for "Hing" we'll have "Si Hing".

Hing means "older brother".

Si Fu costuma brincar , que quando entramos na Família Kung Fu, já estamos em débito com nossos Si Hing. Isso porque, segundo a lógica chinesa, o Si Hing, nem sabia que você existia ou que treinaria um dia, mas ainda assim ele estava treinando para naquele momento em que você se tornou parte da Família, ajudá-lo da melhor forma que puder.

Si Fu always joke with us telling that by the time we enter in the Kung Fu Family, we're already in debt with ours Si Hing. Because, according to the Chinese logic, that Si Hing didn't even know that you were alive and that you would train one day, but he was already training in order help you to the best of his abilities.

Em muitos casos hoje em dia, o Si Hing, é uma espécie de título ou graduação que o praticante atinge, atrelando o termo ao seu nome. Na verdade, segunda a etiqueta chinesa, você nunca vai se referir a si mesmo como : "eu sou o Si Hing fulano"(dependendo do contexto, óbvio), pois o termo é usado quando um praticante mais jovem(em tempo de kung fu) o chama assim, atribuindo ao Si Hing,a obrigação de zelar por ele.

Nowadays, in many cases, Si Hing becomes some kind of title or graduation that a practitioner attains. Accordingly to Chinese etiquette, you should never refer to yourself as "Si Hing John" (depending on the context, obvious), as this term is used when a younger practitioner (on Kung Fu time) wants to attribute to his Si Hing the duty of caring for him/her.

Por isso em nosso Clã, a partir do momento em que um praticante ingressa na Família depois de você, você já é Si Hing dele, e sendo chamado assim, deve zelar por seu kung Fu, ainda que nem seja próximo da pessoa.

That's why in our Clan, from the time one enters in the Family, you become his/her Si Hing, so it's your duty to care for that person's Kung Fu, even though you've never seen him/her before.

Afinal, é como ter um irmão, você nasce primeiro, a partir do momento que sua mãe tem outro filho, você já é o "Si hing" querendo ou não...rs

That's like having a brother. If you're older, you become a Si Hing by the time a younger kid is born, even if you don't want it to happen... hehe

O Daai() Si hing, é o irmão Kung Fu mais velho de todos.( o "grande irmão mais velho").
No caso da minha Família Kung Fu, o Daai Si hing é o Sr. Leonardo Reis.

The Daai() Si Hing is the oldest Kung Fu brother (the older big brother).
In my family, our Daai Si Hing is Mr. Leonardo Reis.
Agora, veja que lindo é quando entendemos os ideogramas:
Now, notice how beautiful it is when we understand the words:

O praticante que ingressou na Família Kung Fu depois de você, é seu Si dai.
o "Si" continua sendo o mesmo, mas o ideograma "Dai"(acima), significa "irmão mais novo".
E se você reparou nisso,a tradução poderia ser: "o irmão mais novo que sabe um pouco mais do que você."

Confuso?

The members who joined the Kung Fu Family after you are your Si Dai.
The "Si" is still the same, but "Dai" (above) means "younger brother".

Don't know if you've noticed, but a possible translation would be: "younger brother who knows a little more than you."

Confusing?

Claro que não! Afinal, se você tem um irmão caçula que surfa e você mal sabe nadar, concorda que se um dia você quiser surfar, ele vai saber "um pouco mais" do que você?

Of course not! After all, if you have a younger brother who surfs and you don't even know how to swim, we agree that if you want to learn surfing, he will know a little more about it than you?

Ainda assim, você nunca vai se refererir ao seu irmão Kung Fu mais novo como : "Si Dai" diretamente.

ex: "Ei Si Dai! Quer treinar?"

Esse tipo de uso se torna pejorativo, você está diminuindo a pessoa.

Even though, you should never refer to a younger brother as "Si Dai"

example: "Hey, Si Dai! Wanna train?"

This use is pejorative, it may sound like you're diminishing that person.

agora um outro exemplo:

ex: "Carlos Antunes é meu Si Dai."

Estou apenas indicando a minha relação com o Carlos a uma terceira pessoa, o que não denota ofensa.

Now another example: "Carlos Antunes is my Si Dai."

I'm only pointing at my relation with Carlos to another person, this do not carry negative connotations.


Bom pessoal, por hoje ficamos com esta primeira leva de termos.
Vamos ver mais ao longo dos dias:

Well, that's it folks, the firts batch of names.
We'll see more by the days:

Com esta primeira parte, você já pode agora saber que Mestre Julio Camacho é meu Si Fu, que Leonardo Reis é meu Si Hing (e o Daai Si Hing da Família Moy Jo Lei Ou) e que Carlos Antunes é meu Si Dai.
Existem outros discípulos entre eu e Carlos, mas para conhecê-los, você terá que conhecer outros ideogramas no próximo Post!!

With this first part you now understand fully that Master Julio Camacho is my Si Fu, Leonardo Reis is my Si Hing (and Daai Si Hing of Moy Jo Lei Ou Family) and that Carlos Antunes is my Si Dai.
There are many disciples between Carlos and me, but in order to know them all, you'll have to learn other ideograms on the next post!

agradecimentos a:

Si Sok Leonardo Mordente (http://seteinstrumentos.blogspot.com/) - pela pesquisa dos termos e ideogramas.

e

também um agradecimento especial ao Si Gung pelo apoio!

até a próxima!

Thanks to:
Si Sok Leonardo Mordente (http://seteinstrumentos.blogspot.com/) - for researching the terms and ideograms;

and

Special thanks to Si Gung for his support!

See you next time!

Thiago Pereira
12G VT

quarta-feira, 13 de maio de 2009

Arte Kung Fu

Meu Si Sok, Diego Guadelupe, já entrevistado no Blog (ver coluna MoGun all Stars) fez uma ilustração há muito tempo atrás (lá pra 2002, 2003) que gostei muito!

One of my Si Soks, Diego Guadelupe, already interviewed on the Blog (see the SUBJECT Mo Gun All Stars) drawed an illustration a long time ago (probably 2002, 2003) and I really liked it.

Ele postou em seu Blog essa semana, e tomo a liberdade de fazer o mesmo aqui!
Para mais fantasticas ilustrações visite: www.gadailap.blogspot.com

As he posted it on his own Blog this week, I'm doing the same here!
Foi others nice works, visit: www.gadailap.blogspot.com


Na ilustração vemos um homem fazendo o movimento final da sequência Mui Fa Jong, rodeado por ideogramas como: Moy, Kung Fu, Mun, centro, cavalo, Ga dai Lap, etc.

Para ver ampliada clique na ilustração!

On this work we can see a man doing the final moves of the Mui Fa Jong sequence, surrounded by ideograms like: Moy, Kung Fu, Mun, center, horse, Ga Dai Lap, etc.
For a bigger picture, just click on it!


Thiago Pereira
12G VT

segunda-feira, 11 de maio de 2009

ANIVERSÁRIO DE MESTRE WILLIAM MOY (MASTER WILLIAM MOY´S BIRTHDAY CELEBRATION)

Si Baak Gung Lester Lau nos mandou fotos do último aniversário de Mestre William Moy, realizado em 09 de Maio na cidade de NY , local onde sua Família Kung Fu está situada.
Mestre William Moy, é também filho de Grão-Mestre Moy Yat.
Si Baak Gung Lester Lau just sent us some pictures from Master William Moy's birthday, that happened on May 8th on New York City, where his Kung Fu Family has it's branch.
Master William Moy's father is Grand Master Moy Yat.
Si Taai Po Helen Moy a esquerda.
Si Taai Po Helen Moy to the left.

Si Baak Gung Lester (ao fundo a esquerda) também esteve presente!

Si Baak Gung Lester (on the far left side) was also there!

Algumas fotos desta celebração:
Some nice pictures:



Assim, desejamos um feliz aniversário ao Mestre William Moy, e agradecemos a gentiliza de Si Baak Gung Lester por nos enviar todas essas fotos!

So, we wish a happy birthday to Master William Moy and thank Si Baak Gung Lester's kindness in sending us all these nice pictures!


Thiago Pereira (Moy Fat Lei)
12G VT

quarta-feira, 6 de maio de 2009

A LINHA CENTRAL DO VING TSUN[PARTE 1] (VING TSUN´S CENTER LINE,PART 1)

Olá a todos,

Hoje estamos aqui para dar início ao quadro (e futura coluna): "Cultura do Ving Tsun"

E começamos com um dos temas mais polêmicos envolvendo a arte: A Linha Central.
Hello everybody,
Today we're here to start a new section (and future menu tag): "Ving Tsun's Culture"
We start with one of the most discussed points about this art: The Center Line.

Antes porém, gostaria de frisar(mesmo nunca tendo feito isso antes), que por se tratar de assuntos relacionados a arte em si, são opiniões próprias. Enquanto praticante da Moy Yat Ving Tsun, obviamente estas opiniões são influenciadas pelo que vi, vivi, ouvi e aprendi, mas ainda assim, minhas limitações não permitem que minhas palavras sejam interpretadas como sendo da Escola como um todo. (estou apenas tomando o cuidado de deixar isso claro.)


Before anything, I would like to make clear (even though I've never done this before) that these subjects somehow related to the art, are my personal opinions. As a Moy Yat Ving Tsun practitioner, these opinions are obviously influenced by what I saw, lived, heard and learned, still, my limitations doesn't allow my words to be heard as my School's interpretations. (I only want this to be clear.)
A LINHA CENTRAL DO VING TSUN [Parte 1]:
VING TSUN CENTER LINE [PART 1]:


Observe a imagem a seguir:

Look at the following picture:

Esta é uma imagem usada para o estudo da acupuntura, que da forma que o corpo humano está disposto, vai nos servir bem nesse post.

Pare por alguns segundos, e pense na pergunta: "Para você , o que na imagem corresponde ao corpo humano?"

Chegou a uma resposta?

Agora, a segunda imagem:

This is an image used for studying acunpunture. The way the body is displayed is going to serve us in this post.

Think for a couple of seconds: "In your opinion, what in this image corresponds to a human body?"

Got your answer?

Now the second picture:

Vamos supor, que nosso amigo da imagem acima, perdeu um dos braços. E então? Ele morreria por isso? Não né? Pessoas sobrevivem sem um dos braços...

Let's say that our friend above lost one of his arms. So? Would he die? Of course not. People live well even without one arm...

E se o nosso amigo perdesse os dois braços? Hummm.. está virando o "Joseph Klimber" né? rs Bom, o que importa, mesmo não sendo esse o caso..rs é que ainda assim uma pessoa sobrevive sem os dois braços.

And if our friend lost both arms? Hmmm... he is becoming Joseph Klimber*, isn't he?

Well, this is not the case, but a person can still live without both arms.

*Brazilian comedy character. World's unluckiest man that never gives up.

Bom, por último, considerando que nosso amigo não tenha pernas nem braços,somente tronco,pescoço e cabeça, ainda assim ele poderia estar vivo, mas...

Well, considering that our friend could be memberless, only torso, neck and head, still he could be alive, but...

Não importa o quanto a medicina avance, uma pessoa não pode sobreviver tendo seu tronco ou pescoço cortados ao meio,ou a cabeça separada do tronco. E agora sim, podemos responder a pergunta lá em cima: "O corpo humano corresponde a cabeça,pescoço e o tronco, os braços e pernas são presentes que você ganhou pra vida ficar mais fácil, são acessórios."

É um pensamento a príncipio diferente, mas corresponde a uma interpretação do Pensamento Clássico Chinês que diz que o corpo é aquilo que não poderiamos viver sem.

Então pergunto a você, onde seria o "Centro" do corpo nesta imagem a seguir?

It doesn't matter how much medical care advances, a person can not survive without torso, neck or head. Now we can answer that question above: "The human body corresponds to the torso, neck and head. Arms and legs are gifts that you received in order to make life easier, are accessories."

It may sound strange, but it is an interpretation of the Classical Chinese Thinking that defines body as that we cannot live without.

So I ask you, where would be the "center of the body" on the picture below?

Exatamente!
That's right!

(Desconsidere o pedaço da coxa do rapaz na imagem)
Assim, a região Central do Corpo, fica exatamente naquele ponto, o ponto principal do seu corpo, aquele que você deve proteger.
(Ignore the guy's upper tights)
So, the body's central region is exactly on that point, your bady's main point, the one you must protect.
Alinhar ao centroPorque se você parar pra pensar, ao considerarmos o corpo como um todo da maneira que concebemos atualmente, a Linha Central seria na região da cintura e não na toráxica.
If we considered the whole body with members, the Center Line would be next to the waist, and not on the chest.

Mas não se engane!
Com isso a "Linha Central" do Ving Tsun não se resume a uma "Linha Reta" com socos e demais golpes partindo do peito. A Linha Central se expande em diferentes regiões a fim de contemplar todas as porções do corpo.

But don't be fooled!

This way, Ving Tsun's Center Line is not only a straight line with punches coming from the chest. The Center Line is expanded on diferent regions in order to protect every body part.

Esse foi um exemplo que meu Si Fu costuma usar.
Mas obviamente , existem diversas vertentes e interpretações sobre o tema.
Se você quiser comentar, pode clicar no final desta postagem:

This is an example my Si Fu commonly uses.

Obviously, there are many interpretations about this subject.

Feel free to comment, just click on this link:

Extamente no local que a figura acima indica.
Deixe seu comentário, ou mande um e-mail para: moyfatlei.myvt@gmail.com

Se houver comentários eles serão postados aqui.
Será interessante a sua participação. Pois diferentes pontos de vista só enriqueceriam.

Grande abraço e obrigado pela visita!

Just click on that hyperlink.

Leave your comment or e-mail us at: moyfatlei.myvt@gmail.com

Different comments will be posted here.

Your participation is appreciated as different points of view make our Kung Fu better.

Feel embraced and thank you for visiting!


Thiago Pereira
Moy Fat Lei
12G VT